Clã - Banda

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Clã - Banda

Mensagem por Pikuz em Seg 9 Jul 2007 - 15:06

Desde os tempos dos Rádio Macau que não surgia no panorama musical português uma banda "rock" (mais abaixo vão perceber o porquê das aspas) com uma frontwoman. Portugal já sentia falta disso.




1992

Helder Gonçalves, tendo practicamente crescido no mundo do jazz, decide experimentar novas sonoridades. Junta-se então ao irmão Fernando Gonçalves (bateria), Manuela Azevedo (voz), Miguel Ferreira (teclas), Pedro Biscaia (teclas) e Pedro Rito (baixo eléctrico).

Este projecto teve um periodo de gestação de um ano, quer para criar os temas, como para que os músicos se ambientem uns aos outros.

1994

É o ano da estreia dos Clã nos palcos do país. Numa das noites de Getting Dizzy Miles Away.

O projecto revela-se uma saudável mistura de sonoridades fora do jazz, do soul ao rock, do reggae ao funk, do pop ao funk metal, passando pelo rap, hip- hop e acid jazz, envolvidos pelo timbre único de Manuela Azevedo. O resultado foi tão bom que Mário Barreiros (com quem Helder Gonçalves tocava no seu sexteto de jazz), é convidado para trabalhar na maquette da banda. Algumas músicas não tinham ainda letra, consequentemente Carlos Tê é convidado para compor as letras que acabariam por sair nas canções da maquette.

1995

Apesar das negociações com a BMG, a banda acaba por assinar pela EMI. O álbum era para ser lançado nesse mesmo ano, mas a editora adiou o lançamento, para grande frustração da banda.

1996

É lançado "Luso QualquerCoisa", produzido por Mário Barreiros e Carlos Tê.
Contrariamente ás criticas ao álbum, e ao airplay dado ao single "Novas Babilónias", o álbum não atinge a meta de vendas que todos esperavam.

No dia 27 de Novembro, Manuela Azevedo e Hélder Gonçalves participam no International SongWriters Festival, realizado em Manila (Filipinas), com o tema "Blues of Change" que esteve na origem de "Problema de Expressão".

A titulo de Revelação Nacional, Manuela Azevedo é convidada a participar no festival Afinidades, realizado durante a Expo '98.

1997

Pelo reconhecimento da crítica, a banda ganha o galardão de Melhor Banda Revelação nos prémios Blitz '96.

A 15 de Abril, integrados na emissão especial do 3ºanoversário da Antena 3, apresentam no auditório da RDP o Concerto Off (Ao Vivo na Ant3na), com a participação de Mário Santos (Saxofone Tenor), Rui Teixeira (Saxofone Alto), de Quiné (percussão) e da cantora Maria João no tema “Pois É”.

No dia 15 de Setembro é lançado o 2º álbum ”Kazoo”, também com a produção da dupla Barreiros / Tê. O primeiro single chama-se ”GTI (gentle, tall and Intelligent)”, mas o grande boom dá-se com o segundo single ”Problema de Expressão”, que inclusivamente teve direito a um fantástico videoclip realizado por Nuno Tudela.

1998

Demorou mas tardou… os Clã são finalmente reconhecidos como uma das melhores bandas a nível nacional. Os seus concertos são mais um veículo para fazer render mais e mais público á força e energia da banda.

Nos Prémios Blitz ‘97, Manuela Azevedo é considerada a Melhor Vocalista Feminina, para além das nomeações da banda para Melhor Banda e Melhor Canção (com “Problema de Expressão”).

Dão início a uma exaustiva digressão, que inclui programas de Queimas das Fitas, diversas actuações durante a Expo ’98, entre muitos outros memoráveis espectáculos.

Manuela e Helder participam também no concerto de Sérgio Godinho, integrado no ciclo Cantautores, da Expo ’98. Sérgio e Manuela interpretam em dueto ”Espectáculo” e “Problema de Expressão”.

1998 é também o ano de estreia dos Clã nos grandes festivais de música, com a actuação no Festival SuperRock, e Paredes de Coura.

Em Dezembro realizam o primeiro concerto fora do território: Macau rende-se á evidente qualidade da banda.

1999

Juntamente com Sérgio Godinho, “Afinidades” é reeditado, em espectáculos divididos nos dias 8 e 10 de Janeiro. O sucesso foi tanto que teve de ser realizado um terceiro concerto.

Ainda em Janeiro os Clã recebem outro “menino” que trazem ao mundo e que faz com que a venda do CD de homenagem a Xutos e Pontapés seja mais um sucesso: á voz de Manuela cabe a grande responsabilidade de re-interpretar ”Conta-me Histórias”.

No quinto aniversário dos Blind Zero, no Hard Club, Manuela interpreta em dueto o tema “No Turn”.

No concerto de reunião dos Trovante, Manuela Azevedo é de novo convidada para cantar com Luis Represas o tema “Perigo”.

Os concertos de “Afinidades” sucedem-se, sempre com o mesmo sucesso, e no final do ano “Problema de Expressão” é classificado, no Dnmais, entre as melhores 100 músicas portuguesas do século.

Em 2000 sucedem-se os reconhecimentos da banda pela sua qualidade inegável.

O terceiro álbum é concluido, e mais uma vez com a excelente dupla Mário Barreiros e Carlos Tê. O single de apresentação de ”Lustro”, é ”Dançar na corda Bamba”, e desta vez inclui também letras assinadas por Arnaldo Antunes (dos brasileiros Titãs), e por Manuel Cruz (Ornatos Violeta).

A faceta mais rock da banda não é tão bem aceite por uma minoria da crítica, mas o público mais uma vez contrariou esta tendência, tendo o lançamento do trabalho sido feito no Hard Club, com grande aclamação dos presentes.
O segundo single de “Lustro” é ”O Sopro do Coração”, com letra de Sérgio Godinho.
A 16 de Outubro é editado o disco de homenagem a Rui Veloso, 20 Anos Depois - Ar de Rock, no qual interpretam “Bairro do Oriente” da autoria de Rui Veloso e Carlos Tê.

No dia 4 de Dezembro os Clã dão o seu primeiro concerto, em nome próprio, na Aula Magna que conta com a participação especial de Manuel Cruz (dos Ornatos Violeta), Nuno Rafael (ex-Despe & Siga), Maria João, Mário Laginha e Adolfo Luxúria Canibal (dos Mão Morta).

É em 2001 que a crescente notoriedade da banda se vê reconhecida, com o atingir do disco de ouro em vendas de 20.000 unidades.

O concerto da Aula Magna repete-se “em casa” desta banda, enchendo de novo o Hard Club, contando exactamente com as mesmas participações especiais.

Os Clã, conjuntamente com Silence 4, Rui Veloso, Xutos & Pontapés, Mafalda Veiga, Blind Zero e Ala dos Namorados, actuam no dia 22 de Março, no Pavilhão Atlântico, e no Coliseu do Porto nos dias 24 e 25 num espectáculo de homenagem aos Beatles, intitulado "Come Together".

Os concertos e digressões mantém-se e multiplicam-se pelo país fora.
Mais uma vez, nos prémios Blitz 2000, Manuela ganha o galardão de Melhor Voz Feminina, juntando-se também o de Melhor Álbum, e Melhor Banda.

É lançado o filme-concerto ”Nosferatu”, cuja banda sonora fica a cargo da banda.

E em 2002, que os Clã assumem proporções internacionais, ao ver o seu trabalho “Lustro” ser editado e lançado em França.

Em 2003 sucedem-se os espectáculos, dentro e fora do país. No entanto, os Clã pretendem criar um ambiente mais intimista, optando então por actuar em casas com pequenas dimensões, mas continuando as grandes dimensões e qualidades da música com a qual nos continuam a deliciar.

Pikuz
Estatuto:
Estatuto:

Masculino
Número de Mensagens : 4898
Idade : 31
Localização : Por aí...
Profissão : Sempre divertido
Ranking de torneios : : 2
:0 : 0
Data de inscrição : 04/07/2007

http://www.alcanena.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum